História

1967

A Companhia foi fundada em 1967, na cidade de Marília (SP), por Doraci dos Santos Spila, como firma individual, sob a denominação de Fábrica de Doces, Balas e Confeitos GURI. Em 1982, a GURI foi sucedida pela Dori – Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios Ltda., constituída por sua fundadora e outros três sócios.

1988

M&A: Em 1988, João Barion adquiriu o controle da Companhia.

1989

M&A: A Companhia adquiriu a planta de Rolândia (PR), com o objetivo de intensificar sua produção.

1996

M&A: Seguindo a estratégia de crescimento a partir de aquisições, a Companhia adquiriu a Bolete, divisão de sweet snacks da Fábrica de Biscoito Bela Vista/SP.

1999

M&A: Em 1999, outro passo de crescimento inorgânico foi dado quando a empresa adquiriu toda a divisão de de sweet snacks da Danone.

2004

Investimento e Parceria: No ano de 2004, a Inter American Investment Corporation (IIC), membra do Grupo Banco Mundial – que promove o desenvolvimento econômico e a melhoria da vida das pessoas ao estimular o crescimento do setor privado nos países em desenvolvimento –, fez um investimento e tornou-se parceira da Companhia. Na frente ESG, a unidade em Rolândia implementou a caldeira a biomassa para obter melhor sustentabilidade em seu processo.

2007

Certificação das plantas da Companhia pela norma global de segurança de alimentos do British Retail Consortium (BRC), reconhecida pela GFSI - Global Food Safety Initiative.

2011

A Companhia criou o conselho independente e lançou novas linhas de produtos.

2012

Sustainable Carbon - Desde 2006 a companhia certifica o balanço gerando créditos de carbono viáveis para comercialização. Em 2012 a Companhia iniciou o projeto institucional para redução do uso de combustível fóssil e substituição por biomassa renovável.

2012

M&A e aprimoramento da governança corporativa: A Companhia adquiriu a indústria Noblan Chocolates e Compound de Bauru/SP. A DORI passou a ser auditada por auditoria externa. Na frente ESG, a empresa realizou seu primeiro inventário de GHG em suas duas fabricas em Marília (unidade 10 e 20).

2014

A DORI implementou SAP (Sistemas, Aplicativos e Produtos para Processamento de Dados), um sistema de Gestão Empresarial que traz as melhores práticas do mercado para empresas de diferentes segmentos, com a intenção de melhorar a eficiência do controle e gerenciamento das informações e dados das companhias.

2015

NOVO CEO E NOVA DIRETORIA EXECUTIVA: A Companhia passou por uma reestruturação administrativa e operacional visando à redução de custos estruturais e a ganhos de produtividade que contou com trabalho de cronoanálise dos processos produtivos em todas as unidades fabris. Em mesmo momento, estabeleceu uma nova estratégia comercial.

2016

Entrada do Private Equity, ACON; Início da estratégia de Go-To-Market com fortes ações em trade marketing.

2017

Expansão de P&D; Implementação do calendário de ativação.

2018

A Companhia lançou novas categorias de Regaliz e Gelatina.

2019

Ampliação da planta de snacks de amendoim.

2020

Aquisição de unidade industrial na cidade de Marília (SP) para garantir a sustentação do crescimento nos próximos anos, voltado ao segmento de snacks de amendoim saudáveis.

2020

M&A: Aquisição de unidade industrial na cidade de Marília (SP) para garantir a sustentação do crescimento nos próximos anos, voltados ao segmento de snacks de amendoim saudáveis.

2021

PACTO GLOBAL: Adesão ao Pacto Global da ONU. O Pacto Global é uma iniciativa voluntária das Nações Unidas que tem por objetivo mobilizar práticas de negócios da comunidade empresarial nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

2021

Também em 2021 a Companhia ficou em primeiro lugar da categoria “Bem Estar” no “Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar 2020”, iniciativa do UOL e da Fundação Instituto de Administração (FIA).